Como a tecnologia ajuda a reduzir custos na produção de suínos

Atualizado: Mai 5



Dados da Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS) sobre a produção de carne suína em 2019 e 2020 apontam que as exportações brasileiras continuarão crescendo e que haverá um aumento da produção neste período, apesar do cenário global de redução de produção e elevação de custos para a criação dos animais.

Grande parte do avanço brasileiro deve ser creditada ao uso de novas tecnologias, que cada vez inovam mais a produção rural. Essas ferramentas tecnológicas estão em toda a parte, controlando os processos do dia a dia de uma granja, por exemplo.

Tudo isso traz muitas vantagens para o suinocultor, como menos mão de obra empregada nas tarefas, precisão mais correta de dados, controle mais eficaz dos lotes e, principalmente, redução de custos na produção.


Tecnologia para reduzir custos


As mudanças tecnológicas não estão apenas na utilização de equipamentos modernos. A ciência está em toda a parte quando se trata de produção rural.

No caso da produção de suínos, por exemplo, o conhecimento científico aplicado à nutrição dos animais a partir do balanço de nutrientes e seu impacto sobre o desempenho do lote é estudado há tempos (vide artigo Efeito da redução da proteína bruta da ração para suínos).

Ainda nessa linha, alguns agricultores de Santa Catarina, conseguiram superar a crise do Milho utilizando suplementos de enzimas na alimentação dos animais. Com isso, foi reduzida a quantidade de ração consumida, diminuindo consequentemente os custos totais da produção.

O "peso" da alimentação na produção suína é de 70%. Com o uso da tecnologia para suplementação com enzimas, identificação do momento ideal para trocar a fase da ração, ou a intervenção na composição da dieta em função do GPD, por exemplo, é possível obter reduções de custos consideráveis. Compreender o momento exato para efetuar a intervenção é fundamental.



Redução de custos através da automação


Muitos produtores ainda consideram que investir em automação da produção suína pode demandar grandes investimentos e equipamentos de última geração. Mas nem sempre essa tecnologia custa caro. O Modelo SaaS, por exemplo, além de garantir o acompanhamento e monitoramento constante das atividades ainda pode diluir os investimentos necessários para a implementação. O mais incrível é que boa parte das aplicação surgem justamente para reduzir os custos a partir de uma produção mais eficiente, inteligente e direcionada a dados.

Afinal, um sistema de automação pode controlar tudo o que acontece na granja, evitando perdas financeiras caso haja algum problema. Quando um sistema produtivo não está automatizado fica mais difícil fazer o controle de cada um dos elementos que envolvem a produção, o que leva, muitas vezes, a uma perda financeira ou custo de oportunidade maior.

Vamos dar alguns motivos para mostrar o quanto a automação pode ser eficiente:


  • Maior controle sobre a produção, redução de desperdícios;

  • Maior agilidade na tomada de decisão e intervenções necessárias mediante análise dos dados;

  • Aumento da produtividade através de um custo operacional menor e melhor aplicação dos insumos;

  • Aumento da qualidade do produto final, evitando perdas com rejeição do produto pelos consumidores/compradores; e

  • Maior vantagem competitiva, devido ao menor custo de produção e clareza sobre ROI.


O uso da tecnologia na produção de suínos já é uma realidade. Na medida em que os produtores perceberem o quanto seus custos podem reduzir através de inovações tecnológicas, eles não pensarão duas vezes antes de adotá-las.

Gostou deste artigo? Você encontra outros textos sobre produção de aves e de suínos em nosso site. Entre em contato e veja como a PecSmart pode ajudar você nesse caminho.

32 visualizações

©2020 by PECSMART.